Mercado imobiliário
03.set.2018
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Caixa Econômica estuda melhorias para ramo imobiliário

Diretor Executivo de Habitação em Convenção Secovi 2018

Imagem Caixa Econômica estuda melhorias para ramo imobiliário
Logo Copiar Blog Notícia

No final do mês de agosto, o Sindicato da Habitação (Secovi) promoveu em sua sede, a 15ª edição da Convenção Secovi, um dos eventos mais relevantes para o ramo imobiliário. Durante dois dias foram realizados painéis com empresários do setor para discussão e reflexão sobre a perspectiva econômica do país.

Entre os convidados, o Diretor Executivo de Habitação da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes de Siqueira marcou presença na convenção e participou do painel de abertura "Brasil de hoje e de amanhã". "Acredito que cada vez que nós, humanos, queremos melhorar, precisamos conversar mais e debater este ou aquele assunto para que possamos compreender as dificuldades e propor as transformações. Transforme-se como é o tema da convenção, eu acredito que tem tudo a ver com o momento que o nosso país atravessa e qual a necessidade que o mercado imobiliário do nosso país precisa enfrentar", contou Paulo Antunes de Siqueira, Diretor Executivo de Habitação da Caixa Econômica Federal.

Na ocasião, o diretor falou das melhorias que o banco estuda para o setor e comentou ainda sobre os resultados conquistados pela Caixa. "O resultado do primeiro semestre da Caixa foi expressivo. Demonstrando que é possível uma empresa ser estatal, ser forte e entregar ao país o resultado ele precisa. Eu acredito também que não só contribuindo de forma construtiva para o país, mas também apresentado para toda sociedade brasileira estudos sobre habitação."

De acordo com Siqueira, o estudo demonstra reflexões importantes. "Nós estudamos qual foi o comportamento do mercado imobiliário da habitação do nosso País na última década. Nós tivemos a melhor década da história desse país, pois saímos de 1.8 da participação do Pib para 9.5 é um crescimento extraordinário. Saímos de 5% do crédito para 20.2% do crédito. Foram realizadas mais de 10 milhões de moradias. Essas constatações dentro desse estudo poderia significar motivo de comemorações e realmente significam, no entanto, a conclusão que a gente chega é que diante de tudo isso, o déficit aumentou nesse período, é em cima dessas reflexões que nós temos várias propostas, várias indicações para melhoria do mercado imobiliário em nosso país."

No final do mês de agosto, a Caixa Econômica Federal divulgou uma boa notícia para quem está de olho na casa própria. O banco anunciou a redução das taxas para financiamento de imóveis. No caso do SFH (Sistema de Financiamento Habitacional), os juros caíram de 9% para 8,75% ao ano; no SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), de 10% para 9,5% ao ano.

Para quem pretende comprar imóveis usados, também há novas regras: o limite de financiamento subiu de 70% para 80%. "Trata-se de uma notícia animadora, porque as pessoas interessadas em imóveis usados precisarão despender menos recursos para entrada. Desse modo, mais compradores serão inseridos no mercado imobiliário", avalia Flávio Prando, vice-presidente de Intermediação Imobiliária e Marketing do Secovi-SP.

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
"Mercado imobiliário é promissor", diz presidente do Secovi
Próximo Post >
Entenda como funciona o Vizinhança Solidária